Páginas

quarta-feira, 8 de julho de 2009

:: trainspotting ::


"
escolha uma vida,

escolha um emprego, escolha uma carreira, uma família, escolha uma televisão GRANDE, máquina de lavar, carros, CD player, abridor de latas elétrico. escolha saúde, colesterol baixo, seguro dentário. escolha prestações fixas para pagar. escolha uma casa. ter a-m-i-g-o-s. escolha roupas e acessórios. escolha um terno feito do melhor tecido. se masturbar domingo de manhã pensando na vida. sentar no sofá e ficar vendo televisão. comer um monte de porcarias. acabar apodrecendo. escolha ter uma família e se envergonhar dos filhos egoístas que pôs no mundo para substituí-lo. escolha um futuro.

escolha uma vida"


.
.
.

8 comentários:

sueli aduan disse...

O poema abaixo sempre foi creditado a CLARICE Lispector, porém.... na voz do Abujanra, é maravilhoso.
abs (espero que goste)

Mude
De Edson Marques.
"Mude,
mas comece devagar,
porque a direção é mais importante
que a velocidade.
"Sente-se em outra cadeira,
no outro lado da mesa.
Mais tarde, mude de mesa.
"Quando sair,
procure andar pelo outro lado da rua.
Depois, mude de caminho,
ande por outras ruas, calmamente,
observando com atenção
os lugares por onde você passa.
"Tome outros ônibus.
Mude por uns tempos o estilo das roupas.
Dê os seus sapatos velhos.
Procure andar descalço alguns dias...............

pitombo disse...

Lucas...Vou dizer que adoro este filme ...Já vi umas tres vezes...
adoro a primeira, a última cena...o ritmo do filme pra mim é sensacional...a música do Iggy Pop...perfeita...Pattricia

.leticia santinon disse...

Esse filme não é um dos meus preferidos, nem de longe, mas gosto de como começa e termina...genial.

Juliana Cruz disse...

super gosto desse movie. super mesmo. falando nisso, vou assisti-lo já.

Lubi disse...

gosto desse filme.

Eduardo Machado Santinon disse...

Esse filme é do caralho.

Eduardo Araújo disse...

Gosto do filme, e gostei do texto coloridex

Ernesto Diniz disse...

Amo o filme e esse texto é simplesmente foda: entre as decisões que importam e aquelas que parecem importar. É como na vida: há muita poluição e nuvem obstruindo a visão, mas pros poetas o verso é claro. Volto aqui mais vezes.

Abração.