Páginas

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

ninguém entende nada mesmo

meu amigo é que tava certo: todas as relações são interessadas, nada é de graça. sempre alguém quer usar o outro. sempre. e isso nem é assim tão errado. e pode ser inconsciente, inclusive. mas aí eu perguntei pra ele por que diabos então você é meu amigo? o que você quer de mim? ele disse apenas que não andava com gente idiota e que quando se aproximava de alguém era porque queria sempre absorver algo desse alguém, nem que fosse o prazer da companhia. uia. me senti bem e mal com isso. tudo bem que a idéia de que tem sempre alguém querendo tirar proveito do outro não é nova, mas poxa, meus amigos não. meus amigos não querem nada de mim que não seja a amizade. inocente eu, né.

.

***

.

da clarah averbuck só gosto dos livros. o blogue acho de uma pedância tremenda, mas que que eu tenho a ver com isso? o blogue é dela, a vida é dela, o mundinho é dela. mas eu sempre passo por lá porque eu gosto de quem se impõe e de quem se abre, nem que seja de mentira, como às vezes acho que é. mas que tem eu a ver com isso? só que ela sempre escreve uma coisa que concordo: "ninguém entende nada de nada". ninguém entende mesmo e nunca vai entender porque parece que o povo nasceu pra ser idiota mesmo.

.

***

.

o gerald thomas é fantástico. só o fato de acharem que o cara é louco já é um ponto positivo. mas olha só que escreveu ontem:

.

"O uso descarado de uma máscara (antigamente somente presente nos meios teatrais, agora difundida em todas as latitudes), e que faz gelar o mais gélido dos nórdicos, mesmo que em climas tropicais. (...) Seja nas coxias de um teatro no final do espetáculo de uma amiga ou num encontro com um correspondente de jornal ou num ‘encontro” casual na casa de alguém, parece que tudo se transformou numa aberração. Ninguém parece querer mesmo ouvir. Ou não tem raça ou peito para isso, ou não tem mais interesse. Os egos estão tão, tão, tão inflados que enquanto um fala o outro está preparando o seu discurso ao invés de estar prestando atenção a uma coisa que usávamos chamar de diálogo!

.

***

e twitter, lastfm, blipfm, facebook, orkut, hi5, secondlife, habboo, spore, jaiku, fffffound

currículo lattes, cartão de ponto. affe.
crise financeira, eloá, isabela, madalaine.
que que eu tenho a ver com isso?
que merda de mundo é esse?
não, não é tédio, não é desânimo, nem estresse, não é nada.

é só saco cheio de tudo e de
(quase)
todos.
beijos.

.

11 comentários:

Thiago Gagante disse...

é, quanto a tirar proveito das relações, eu sempre soube que existia no relacionamento homem x mulher, ou nos relacionamentos amorosos independente do sexo dos parceiros. nunca pensei em tirar proveito das minhas amizades, e tb achava que eles não tiravam proveito de mim. mas pensando bem, se parar para analizar, o fato de seu amigo faz total sentido: aproveitar "nem que fosse o prazer da companhia". soa até poetico...

***

Essa clarah eu não conheço, mas tb não me interessei em conhecê-la. não sei pq, talvez por ser pedante. nem tive vontade de digitar o nome dela no google e ver o q rola. sorte pra ela...
: )

***

leio o gerald desde o antigo blog e gosto da forma q ele escreve. inteligente, metafórico, suscinto, às vezes sarcástico. gosto.

.

bom dia pra vc

.

uhauhauhauhaua
: )

.leticia santinon disse...

Acho seus textos de desabafo mais legais, já falei isso, né?

Então, você mesmo me disse esses dias, "não se espera nada de ninguém"...é isso mesmo, por isso todas as relações são interessadas. De qq forma, eu só quero sua amizade...que fique claro.

O blog da Clarah é pedante mesmo, mas sempre passo lá...vai ver, pq eu seja pedante também...sei lá.

Marcela disse...

Eu não quero só sua amizade. Quero favores sexuais.
Brincadeira.

Marcela Prado disse...

mimimi?

Camila disse...

Isso só pode ser um descontrole hormonal.

Anônimo disse...

ah, eu só quero favores hormonais do mundo. ahhahahah para deixar o discurso mais complexo e obtuso. gostei do seu post. agora estou a fim de cobrar ingresso das minhas amizades. tem um real aí?

Edu

Rubens Oliveira disse...

"todas as relações são interessadas, nada é de graça"

Sou prova irrefutável disso!
Já me magoei, já chorei, já me revoltei..

Hoje apenas observo de longe e tento de alguma forma entender (ou não)

Michele Prado disse...

"a amizade é uma troca de interesses". Pois é, .lucas, às vezes também acho que o nosso amigo estava certo...

é só blá blá blá blá

Eduardo Machado Santinon disse...

Pode crer hein Lucas, essa do final aí é bem louca, fingir que tá escutando mas não tá escutando porra nenhuma, já tá formulando uma resposta mirabolante, é uma bosta isso, com Deus aí véio.

Robson disse...

Lucas isso que o Gerald escreveu é assustadoramente verdadeiro... especialmente no mundinho dos blogs.
Falando nisso, me diga que vc não freqüenta o "blog do Mion" ou o do "caetano", por favor minta se necessário...
brincadeira, to adorando aqui e mesmo se vc freqüentasse aquelas "apologias-de-si-mesmo" eu iria continuar amando seus textos.
Abraço

Rodrigo Artur disse...

Eu fui amigo dos meus primos japoneses pq eles tinham computador e eu adorava jogar pinball 3D. Uma amizade nova, começou intensa, logo acabou.
Naquele verão meus pai compraram o primeiro computador.