Páginas

terça-feira, 4 de agosto de 2009

tempos de paz


dan stulbach ontem, na pré-estreia de tempos de paz, espaço unibanco

um dia eu vou aprender a priorizar o que deve ser priorizado [como por exemplo o artigo final para o curso de pós-graduação lá na usp...], mas eu simplesmente NÃO consigo negar uns convites bacanas como este de ontem, para a pré-estreia do filme tempos de paz, lá no espaço unibanco. o filme é baseado na peça novas diretrizes em tempos de paz, de bosco brasil, que também roteirizou o longa. não vi a peça, mas qualquer um, ao ver este tempos de paz, vai perceber que tanto o texto, como a atuação é excessivamente teatral. diálogos, cenário, expressões, gestos, até o som da voz é alto, como numa peça. e dizer isto não pode soar como um defeito pois, se há um excesso aqui e ali, cenas desnecessários e sem desfecho (como a que aparece o daniel filho) e alguns personagens irrisórios, o que dizer da ótima atuação de dan sutulbach? alguém me explica o que é este cara? e como uma trama pós-guerra (que odeio) fica tão simples e bonita no texto do bosco brasil? ok, o filme é dirigido por daniel filho e aqueles atores do zorra total meio que descredibilizam o clima tenso da história, clima este muitas vezes derrubado também pelo personagem de dan, um ator de teatro que vem da polônia ao brasil (também) por causa da beleza do idioma português. ao chegar, recita drummond de andrade ao oficial de imigração, o que gera suspeita de que ele é um nazista querendo se infiltrar no País (ainda não entendi a relação, mas...)

[update] tony ramos é daqueles atores que fazem qualquer personagem. nas novelas ele foi o italiano, o rico, o bobo, o pobre, o indiano, tudo. e faz muito bem. no filme, entretanto e sinceramente, não acho que convence interpretando um oficial de imigração (ex-torturador) frustrado e traumatizado por problemas na infância. talvez tenha funcionado bem nos palcos, mas na tela há um quê de sentimentalismo falso. prefiro tony ramos vendedor de frutas na novela.

no fim, há que se concordar que é um filme bonito.

.

3 comentários:

.leticia santinon disse...

A peça devia ser bem mais bonita.

Gostei do filme, apesar de achar que o Daniel Filho deixa tudo brega.

Juliana Cruz disse...

recebi do veronica quer morrer, mas paulo coelho nao, ne?

Eduardo Araújo disse...

E o Tony Ramos?