Páginas

domingo, 2 de agosto de 2009

porque existir é fácil, difícil é viver


ok, venço a preguiça e o cansaço e boto no blog algumas das imagens que representam este último fim de semana (muito bem aproveitado) aqui em são paulo. saí de casa ontem de manhã e volto agora, numa virada cultural fora de época. falta aí aquela pizza, a ong de gente bonita e rica, o ônibus, o restaurante de comida de plástico, a bolha no pé. o livro antigo de presente, a foto (finalmente!) no masp, a não-compra da pasta preta de alça transversal prada e da máquina fotográfica nova no mercado chinês. falta a billie jean e o nescafé, o coquetel, o desencontro no metrô na volta pra casa. mas o melhor e o pior não constam no post, apenas na minha memória e daqueles que toleram minha companhia, que juro, não é tão agradável/fácil como pode, talvez, parecer. ou não.






























































6 comentários:

Tula disse...

Através do post sua companhia parece ser tão agradável quanto você escreve...
Bom finalzinho de domingo.

Ana... disse...

Tenho lindas recordações do MASP.

Por milhares de motivos...dentre tantos...encontro aos 18 anos do eu e reencontro aos 28 anos...de mim.
É um dos lugares de Sampa preferido.

Ainda não fui lá neste ano.

Masss me prometo neste finalzinho de 2009 dar um pulinho lá...para encontrar meus outros eus...perdidos por aí.

tudo isso só pra dizer q existir sempre foi fácil...difícil mesmo é viver e ser feliz...

Anônimo disse...

Eu, que já tive a oportunidade de fazer um tour por SP com vc, garanto: é uma delícia desbravar a cidade com o sr. .lucas guedes!

P.S.: Sua presença ñ é tolerável, é imprescindível!

*adorei o blog das 30 pessoas, parabéns!

mariana disse...

Ah vc foi ver Coração
Vagabundo e a expo do ZeCelso, me traiu... te odeio!!

Faltou uma dica, a exposição da Sophie Calle no Sesc Pompéia, mto boa! E tb de graça...hehe

bjs querido!

.leticia santinon disse...

Eu vou postar várias fotos nossas, daquelas que vc sentirá vergonha.

Juliana Cruz disse...

concordo completamente com o titulo desse post. é das coisas que costumo dizer toda vida.