Páginas

quinta-feira, 30 de abril de 2009

traga consigo seu você que eu levo comigo meu eu

.

Date: Tue, 28 Apr 2009 01:39:34 +0200
Subject: Desabafos da Coruña #0
From: @anarina
To: amigos do brasil

Sim, estou viva. Não, o caso confirmado de gripe suína na Espanha está bem longe da Galícia.

Valeu hein, por toda a preocupação, as dezenas de e-mail perguntando pelo meu paradeiro. Bom, se nem quando eu fui pra Itália justo quando teve o terremoto vocês ligaram, imagina com um casinho qualquer do vírus mais assolador de todos os tempos da história! Seus chatos! =P

E tenho dito.

PS: Eu sei escrever em galego!
http://unhagaliza.wordpress.com"

Date: Tue, 28 Apr 2009 15:03:54 +0200
Subject: Re: uma mensagem DESCONEXA para anarina, que escreve em galego,
From: lucaspguedes@hotmail.com
To: @anarina

às vezes eu queria ser como @anarina e estar bem longe de tudo que me cerca, mesmo que este longe seja perto do vírus [suíno] mais assolador de todos os tempos da história. exclamação. ou então no terremoto do país de federico. não que eu queira morrer, longe de mim. meus problemas são tão grandes, mas tão pequenos que se eu morresse seria só mais um. menos um. e só.
.
acho que um dos baratos da vida é este mesmo. de se reconhecer no outro, de admirar e contemplar o outro. de querer ser não-sendo o outro. e o outro, querendo ser não-ser você, torna quase palpável esta coisa que os psicoanything chamam de relação humana. o ver no outro a perfeição vitruviana, os erros crassos, o que não é você e, mesmo assim, identificar-se é justamente a medida exata entre os dois lados separados por uma ponte. sem ponte não há relação. e a ponte não é coisa. as cousas não têm nome nem personalidade, já dizia o heteronômo materialista.
.
a questão é a seguinte: o eu no meu canto é um. você no seu canto é outro. o encontro do eu com o você precisa se dar no meio da ponte. e pra chegar lá é preciso sair do seu canto e deixar de ser você, certo? errado. 
.
traga consigo seu você que eu levo comigo meu eu, é o que sempre digo. mentira. na verdade estou dizendo isso pela primeira vez, mas não importa, ficou poético.
.
sigamos.
.
nada do que eu disse tem sentido, mas digo tudo isso porque acredito nas palavras, sobretudo as irônicas [são aquelas que nos desmentem]. muita sorte na gripes da espanha, nos terremotos da itália e do mundo, nosso quintal.
.
fique bem @anarina,
.
FIQUE LONGE DOS PORCOS.
.
beijos,
.
.lucas guedes


Date: Tue, 28 Apr 2009 15:34:19 +0200
Subject: Re: uma mensagem DESCONEXA para anarina, que escreve em galego,
From: @anarina
To: lucaspguedes@hotmail.com


adorei luquetes! fico pensando em vários amigos meus do twits que eu adoro e nunca conheci e digo "putamerda, que sorte eu tive de ir entregar meu projeto de mestrado na mesma hora em que o lucas tava lá, sentado, tentando batizar o projeto dele"
.
.
.

2 comentários:

Anarina disse...

Será que somos as duas pessoas mais felizes por ter inscrito um projeto na seleção da USP e não ter passado?

ervilha debaixo do fogão disse...

contemplar o outro.

ponte.

o bom encontro é de dois.

bonito sempre.