Páginas

sexta-feira, 20 de março de 2009

a minha não-paixão pelo radiohead

.
primeiro é bom esclarecer que não se trata de fanatismo. não sou fã de nada, aliás, anseio pelo dia em que eu me mostre apaixonado, completamente apaixonado, cegamente apaixonado por alg(o)uém a ponto de fazer loucuras inconsequentes e impensadas. enquanto o seu lobo não vem, aproveito pra me deliciar num prazer semi-infinito que é ouvir radiohead.
.
e eis que chegou dia de ver ao vivo a banda daquele cara doidinho que ficou famoso no brasil por dar uma voltinha no supermercado dentro do carrinho cantando uma música triste que serviria de trilha para um comercial de apelo emocional. é domingo o dia em que eu e mais 29.999 pessoas vamos cantar junto com eles aquelas músicas tristes como creep (será?), fake plastic trees, there there, my iron lung e pirar com cada distorção da guitarra em anyone can play guitar, just, 2+2=5...
.
ok, pelo que soube, vão tocar todas as músicas do in rainbows, o álbum mais novo e chato deles (viu como não sou fanático?), mas não importa, esses serão os 116 reais (pagando meia) mais bem gastos em shows e olha que não fui em poucos. é caro? é, mas às vezes é preciso pagar pra se ter um pouco de prazer nessa nesta vida (haja vista a crescente quantidade de profissionais do sexo).
.
hoje no jornal li que a banda não assim tantos fãs no brasil e que a maioria tem entre 25 e 30 anos. estou nesta média e acho isso ótimo, porque fã é muito idiota. odeio fã. fã dorme na porta do local onde vai ser o show dias antes. fã canta todas as músicas (oi, eu paguei pra ouvir a banda e não você, ok?). fã grita 'gostoso' pro vocalista. fã vai com camiseta e bandana na cabeça (fail).  
.
ah, só pra registrar (e pra ferrar ainda mais meu sistema cardiológico e emocional) os loser manos tocam no mesmo dia. é, aqueles do retrato pra iaiá, cara estranho, o velho e o moço, morena, além do que se vê. bom, meu kit-depressão está pronto, mas espero que não aconteça um suicídio coletivo por lá. espero estar bem vivinho no dia seguinte e nos próximos pra contar tudo pra vocês.
.
e lá vou eu para o melhor show da minha vida.
.
.
.
[update - caso alguém dos strokes leia este post, saibam, vocês continuam sendo minha banda preferida, mas radiohead está acima de qualquer comparação. por favor, entendam. aliás, não dá pra comparar radiohead com nenhuma banda, não dá]
.
.
.

10 comentários:

Victor Franco disse...

Radiohead não pode mesmo ser comparada a nenhuma outra banda. São gênios e como tal, expressam a angústia (inclusive a minha) da forma mais poética, harmônica e melódica que existe neste mundo. As letras são sobre situações simples e que o mundo não dá atenção. Mas o Radiohead dá. E por isso gosto e também vou ao show.

.leticia santinon disse...

Eu acho legal a idéia do suicídio coletivo.

Lubi disse...

'às vezes é preciso pagar pra se ter um pouco de prazer nessa nesta vida (haja vista a crescente quantidade de profissionais do sexo)', hahahaha, Lucas.

*

e eu penso as mesmas coisas que você, sobre fãs.

*

e espero que o show seja bom, mas que você NÃO morra, ok?

beijos.

apaixaosegundosg disse...

Realmente fãs são seres insuportáveis.
Lembro de quando encarei o show do Placebo em Campinas: Muita gente vestindo casacos de pelúcia (!!!) com quilos de maquiagens... e a casa de show numa temperatura absurda.
Não aguentei aquela sauna-empurra-empurra cheia de pseudo-góticos e continuei assistindo ao show de uma arquibancada.

Mari disse...

Radiohead é a melhor banda da atualidade, mas Beatles continua sendo a melhor de todos os tempos =)
Vou no show no domingo! Bom show pra vc!

Ana Guimarães disse...

Que inveja!
Nessas horas dá vontade de morar em SP!
Bom show!
Beijos

Eduardo Araújo disse...

Ué, mas você tinha dito para mim que sua banda predileta era Circo Mágico? com direito a você cantando todas as músicas e com aquela maquiagem ridícula e nariz de palhaço. Nunca esquecerei daquela Virada Cultural e do seu surto. Agora é Radiohead?

Natália A. disse...

Primeiro, quero agradecer pelo comentário!

Depois dizer que Radiohead é indiscutivelmente a minha banda preferida, desde que eu descobri o que era música boa, no final dos anos 90. :)

Mas não frequento mais shows. Ando com uma aversão a lugares cheios que chego a passar mal, tanto que, o último show que fui, foi em 2005, do Slipknot.

Belo blog!
Até.

mariana disse...

Eu acho boa a idéia do suicídio coletivo, desde que a banda tb participe...kkkk

Brincadeira Lu, bom show pra vc!!

bjus

marcela disse...

isso aqui tá meio felipe luno.