Páginas

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

eu, tio

eu sei, estou devendo um post especial pro meu sobrinho, o nicholas. na verdade esse é um nome fictício porque ele está no mundo (e por enquanto dentro de um útero, o da minha irmã) há apenas 3 semanas e nem sabemos se é ele ou ela. e isso é um mero detalhe porque ele ou ela já é a criança mais amada do mundo.

já imagino os presentes que quero dar, como aquele livro sem palavras em capa dura, todo colorido com imagens que sobressaem as páginas feito origâmi, sabe? ou então aquele pingüim de pelúcia ou talvez o urso coala. pode ser também uma roupa ou fralda, mas isso quem tem que dar são os pais, os amigos, vizinhos e outros parentes.

eu não. eu sou tio e o tio, como me disseram esses dias, é aquele que educa sem ter obrigação de educar, brinca sem compromisso algum, deixa andar de pé no chão e compra sorvete escondido da mãe. o tio põe o sobrinho nas costas e sai galopando, joga pro alto e faz aviãozinho até a criança pedir pra parar e logo em seguida implorar "dinovo, dinovo, dinovo". 

daí, quando ele tiver um pouquinho mais velho, pode passar um sábado lá em casa e a gente assiste o rei leão 4 ou o procurando nemo 2. se puxar os pais, vai ser um maloqueirinho e vai querer andar de skate, patins e colocar tatuagens de chiclete na testa. se for menina, vai fazer a mesma coisa, mas também vai quebrar as bonecas, pintar os vestidos e escrever com giz de cera no chão, na parede e tudo que possa servir de papel.

aí na adolescência, vai pedir que eu convença o pai militar e a mãe pedagoga a deixar que coloque piercing na língua, ou saltar de bungee jump ou viajar com a 'galera' pra floripa, e vou dizer que 'essas coisas são perigosas e o certo é seguir a orientação dos pais', mas depois vou ligar pros pais e dizer que não é bem assim, que não há problema em ficar uns dias fora, que é bom praticar esporte e que o piercing cicatriza rápido. (se bem que se até lá eu tiver filhos, também não vou deixar e não vou seguir conselhos dos meus irmãos, ok?)

mas este post é de tio, não de pai, então vamos ficar com as coisas boas e aproveitar a falta de responsabilidade garantida por lei aos tios, cuja única obrigação é satisfazer as vontades dos sobrinhos. ah, é bom esclarecer que meu irmão, o outro tio, só vai querer é ensinar futebol e minha irmã, a outra tia, vai ensinar conceitos de psicologia. agora os avós... (bom, acho melhor deixar os avós pra um próximo post).



.

.

15 comentários:

Lubi disse...

=)
Ser tia é uma das maiores alegrias da minha vida.
AMO, não tem jeito.
E tenho a sorte de morar na mesma casa que o Santh e todo dia ele me dar um abração quando eu chego, guardar doces para mim e me chamar de Tia Lubi. Dentro de todas essas coisas e de todos os detalhes, a cumplicidade que se cria.
A Giogio é minha flor. Para ficar com ela, deixo todos os programas de lado.

Enfim, bem-vindo ao clube dos tios!

Um beijo.

Stephanie disse...

ah, essas crianças assim que são nossas sem ser de todo, que podemos amar e mimar sem a preocupação de fazê-las educadas e civilizadas e sãs e às vezes acabamos por educando por exemplos e cuidados, mesmo sem intenção. eu não sou tia, mas já sou madrinha, e acho maravilhoso um laço assim.

tenho um tio que até hoje me faz cócegas como se eu tivesse 5 anos de idade, que é um dos amores da minha vida.

tomara que você curta muito muito esse bebê que vem aí!

beijo

.leticia santinon disse...

quando meu filho nascer, também posso deixar com vc às vezes? tipo, quando eu estiver maior exausta? assim vc brinca com ele tb.

Ana Guimarães disse...

Que delícia de sobrinho(a)!
Parabéns!

.lucas guedes disse...

ah, que fique claro que quero ter meus filhos. haha... espero que quando meu sobrinho for em casa ver desenho, já tenha um priminho pra ver junto e brigar com ele como brigam os irmãos. então, leticia, vc pode levar os seus pirralhos sim!

Juliana Cruz disse...

eu enjoei de palavra cantada uns 10 meses atrás...

e crianças a quem quer crianças.

Marcela Prado disse...

q fofiiiiiis seu post.

e eu fico planejando o que eu vou dar para os meus sobrinhos tbm. O triste é que nem minha irmã, nem minha cunhada estão grávidas.
fuiem.

Marcela Prado disse...

q fofiiiiiis seu post.

e eu fico planejando o que eu vou dar para os meus sobrinhos tbm. O triste é que nem minha irmã, nem minha cunhada estão grávidas.
fuiem.

Eduardo Araújo disse...

Amo o Pedrerico. Coisa do outro mundo. Fã de fanatismo. Tio besta. Babão. Fotógrafo, cinegrafista (melhor dizer filmador) exclusivo. Qualquer bobagem o fascínio absoluto. Tio serve para estragar a educação dos pais. Eu estrago com empenho. Deixo tudo. Por isso ele gosta de vir aqui, destruir todas as minhas coisas, fuçar até onde não poder no meu computador. Não ligo. Como fui tio muito cedo (dos bebês dos meus primos-irmãos que cresceram em casa), me especializei. Sou tio-profissional. Graduado no ofício de não ter que ensinar, só agradar.

Bem vindo ao cRube

Clara Gomes disse...

adorei o post!
me deu vontade de ter crianças novas na família. é bom demais!
e palavra cantada - repito - é demais! música pra criança de altíssimo nível.
beijão!

Eduardo Machado Santinon disse...

Da hora hein Lucão. Tô na expectativa aí também, esperando o porco e a Lê fazerem um logo. Aí vai ser no mesmo naipe, vai rolar no quintal e vai pra rua comigo ralar o joelho no asfalto jogando bola e tocar zabumba.

"Tia" Talita G Bittioli! disse...

Vc vai ser um tio mais chato que eu como tia!
A Julie vai ser linda! e eu não vou só ensinar conceitos de Psicologia... isso eu deveria fazer pelo Eder e a Pri... que vão educar o bebê... mas tb não sei se vou conseguir...
Enfim...
O importante é que logo ele(a) tá aqui pra eu morder, beijar, abraçar, fazer cosquinha, ensinar a falar Tia Tata e Tio David, tirar catota, mandar beijinho, piscar, bater palminha, etc e tal... Não acho que vou mimar... sou uma tia que vai pensar no futuro do sobrinho(a)... Mas vou amar absurdamente muito e pra sempre... como se fosse meu! E sim, vou ser super à favor dos piercings, tatoos, viagens e td que o faça ter boas e alegres experiências... e vou ensinar ele(a) a pedir irmãozinho logo! E ele(a) vai ser um primo(a) super legal da Sophia do Zac e do Cauê, qd eles existirem... E eu vou contar histórias pra ele(a) dormir... sem fábulas de fadas, mas coisas saudáveis... E vou deixar ele pular na minha cama, mas meu marido não vai me deixar comprar doce escondido... E ele vai ser muito feliz, e amado e disputado!

E ele(a) é lindo(a)! E eu já amo demais!

.leticia santinon disse...

curti o novo layout

Anônimo disse...

"sem fábulas de fadas, mas coisas saudáveis.", Puxa, não pode ser comentário a sério!!! (em casos assim, aconselho Bruno Bettelheim e um tanto mais de Jung para melhor instruir).

Quanto a música, preciso da minha sanidade de volta, não aguento mais cantarolar "Mamae vai me dar um irmãozinho..." bom demais viciante alegria. abço2

Kedma Franza disse...

Que post mais lindo! Tio Lucas. Beijo.