Páginas

quinta-feira, 7 de agosto de 2008

iara rennó, macunaíma ópera tupi


iara rennó

falta tempo pra escrever sobre muita coisa que queria, vários eventos bacanas e tal, mas... já sabem, não dá pra falar de tudo. ainda nem falei da exposição da bossa na oca, de peças teatrais, filmes e tal. mas vou aproveitar que este show que fui esta semana ainda está latente em minha cabeça pra falar bem rápido.

a convite do sesc-sp, fui ao lançamento do cd macunaíma ópera tupi, de iara rennó, na última terça-feira, dia 5. sabia quem ela era por ter ido ao show de donazica, banda que ajudou a criar e por meio de uma matéria em algum jornal da tv cultura. gostei de primeira.

como o próprio nome sugere, o cd é composto por trechos da mais famosa obra de mário de andrade, macunaíma. lindo. bastar ver o show pra saber que iara leva a música a sério. ela não pegou um livro e musicou. ela leu o livro, estudou e transformou uma 'obra-prima' em outra.

a permormance ao vivo foi surpreendente e o palco do sesc vila mariana não podia ser mais perfeito pro público entrar no clima 'macunaímico'. folhas gigantes, cortina de cachoeira, dança, batuque, tudo, tudo muito bom.

agora deixo o trecho de uma canção que eu achei das mais interessantes e sim, ela é filha de alzira espíndola e carlos rennó.

para ouvir a música, clique aqui.

jardineiro

oh jardineiro de meu pai,
oh não me corte meus cabelos
que o malvado me enterrou
pelo figo da figueira
que passarinho comeu...

-chó, chó, passarinho!

todos os passarinhos
choraram de pena gemida nos ninhos
e o herói gelou de susto.
.
.
.

2 comentários:

[denise abramo] disse...

peninha eu não ter conseguido ouvir ainda a música, que aqui no trampo não posso, mas deve ser mesmo uma delícia.

!

Anônimo disse...

eu quero.ponto.muito.ponto.muitíssimo.ponto

edu