Páginas

segunda-feira, 22 de junho de 2009

descobri que sou um anjo


[para ler ouvindo...]




este aí sou eu no templo do amor, em paris, no palácio de versalhes, onde maria antonieta dava suas escapadas.

será que tenho tanto azar só porque desrespeitei o anjo?

oremos.

[há muitas concepções sobre anjos, seja na bíblia, na literatura, no cinema, enfim, mas escolhi estas músicas só porque me chamaram de anjo. agora só não sei qual...]


jorge ben jor

Não comigo não comigo nunca mais
As coisas agora vão mudar
Pois até um cego pode ver
Que eu não sou o que você diz
Por isso eu não vou mais
Curvar minha cabeça
E nem beijar os seus pés porque
Pois eu descobri que sou um anjo
Eu descobri que sou um anjo
Não comigo não comigo nunca mais
As coisas agora vão mudar
Mantenha distância
Quando eu voltar
Pois quando eu fui o caminho
Era só de pedras e espinhos
Mas na minha volta ele será
Estrela e rosas porque
Pois eu descobri que sou um anjo
Eu descobri que sou um anjo
Não comigo não comigo nunca mais
Mantenha distância
Quando eu voltar
Pois há muito tempo
Que meu amor por você acabou
Olhe não chore pois você chorando
Meu sentimento pode ficar
Com pena de você
E deixar até você gostar de mim
Por isso mantenha distância porque
Pois eu descobri que sou um anjo
Eu descobri que sou um anjo
Pois eu descobri que sou um anjo
Eu descobri que sou um anjo...
Eu descobri que sou um anjo

chico buarque

Quando nasci veio um anjo safado
O chato do querubim
E decretou que eu estava predestinado
A ser errado assim
Já de saída a minha estrada entortou
Mas vou até o fim
"inda" garoto deixei de ir à escola
Cassaram meu boletim
Não sou ladrão , eu não sou bom de bola
Nem posso ouvir clarim
Um bom futuro é o que jamais me esperou
Mas vou até o fim
Eu bem que tenho ensaiado um progresso
Virei cantor de festim
Mamãe contou que eu faço um bruto sucesso
Em quixeramobim
Não sei como o maracatu começou
Mas vou até o fim
Por conta de umas questões paralelas
Quebraram meu bandolim
Não querem mais ouvir as minhas mazelas
E a minha voz chinfrim
Criei barriga, a minha mula empacou
Mas vou até o fim
Não tem cigarro acabou minha renda
Deu praga no meu capim
Minha mulher fugiu com o dono da venda
O que será de mim ?
Eu já nem lembro "pronde" mesmo que eu vou
Mas vou até o fim
Como já disse era um anjo safado
O chato dum querubim
Que decretou que eu estava predestinado
A ser todo ruim
Já de saída a minha estrada entortou
Mas vou até o fim

calypso

Gosta de me dominar
Faz o que bem quer de mim
Me envolve, me assanha, me dobra, me ganha
É sempre assim
Sabe me fragilizar
Sou presa fácil em suas maõs
Você sempre usa e abusa do meu coração
Anjo bandido tentação
Com seu poder de sedução
Me faz a cabeça
Me faz enlouquecer...


jards macalé, torquato neto

quando eu nasci
um anjo louco muito louco
veio ler a minha mão
não era um anjo barroco
era um anjo muito louco, torto
com asas de avião
eis que esse anjo me disse
apertando minha mão
com um sorriso entre dentes
vai bicho desafinar
o coro dos contentes
vai bicho desafinar
o coro dos contentes
let's play that


6 comentários:

Vanessa Porcino disse...

cadê o anjo do calypso? rsrsrs

Juliana Cruz disse...

gosto do querubim safado que me predestinou a ser toda ruim.

Srta_Luz disse...

Num surto total em Fortaleza, numas férias muito doidas .. quis fincar o pé em Quixeramobim ....
rsrsrsr Coração do Ceará ...
Só por causa da música! Pode?
Afinal, todo mundo quer sucesso!

Cleyton disse...

mijão!

Luca disse...

"Chega perto e diz: Anju-ú!"

(Roupa Nova)

Robson disse...

Então, o anjo da Joelma tem a haver com o anjo do Chico... coitado! (do chico, claro!)
Abraço