Páginas

sábado, 30 de maio de 2009

eu, esquadros e contradições



eu acordei e tinha alguém ao lado, mas a sensação de que sou um incômodo, persiste. eu gosto de opostos, exponho os meus modos mas não me mostro. eu escrevo pra quem? eu me dou o benefício da dúvida e viro uma incógnita, um xis, um fucking ponto de interrogação. minha alegria, meu cansaço, tudoaomesmotempoagora se misturam e penso que a vida é isso mesmo. esses encontros desencontrados, a poesia e voz de um cantor ótimo num teatro cujo som é péssimo, o prazer em conhecer gente de verdade [que eu já conhecia], mas que parece de desenho, uma imagem do caetano no dvd do carro que me emociona na volta pra casa, um olhar tímido de alguém que te mira de soslaio encostado na banca de jornal...

eu fotografo mentalmente estas imagens e sigo feliz até esquecê-las, pois apesar de poder ver na hora o resultado da foto, criar efeitos e captar momentos panaromicamente bonitos, minha memória digital permite que eu as apague.

eu ando pelo mundo prestando atenção em cores, mas o que queria mesmo neste sábado era não sair dessa minha casa cor salmão-desbotado, deste quarto branco-e-azul e dessa cama com lençol vinho que não arrumo apenas pela incapacidade de esticá-lo em volta do colchão. eu ando pelo mundo divertindo gente, mas o que queria agora era que eles me divertissem, que me raptassem deste meu conforto pré-fabricado e que roubassem esta garrafa de água perrier e tomassem sem dó, tirando de mim um sorriso de raiva e complacência. eu ando pelo mundo e os automóveis correm, mas insisto em ultrapassá-los, mesmo sabendo que nos encontraremos no próximo sinal fechado. eu ando pelo mundo e meus amigos cadê, estão brincando de conversar uns com os outros numas janelinhas quadradinhas com fotinhas que insistem em piscar laranjinhas aqui no cantinho inferior do meu notebook.

abro os e-mails e nego todos os convites pra hoje. da festa do amigo no teatro oficina. do filme novo do kar wai. da peça às 21 horas nos satyros. vou à cozinha apenas para pegar o meu café-almoço de hoje. pizzas requentadas, danone, bolo e fruta. um suco cujo sabor eu não sei identificar, mas sua cor amarela denuncia ser de laranja ou maracujá.

e volto a dormir com este misto de felicidade e medo frente às novas possibilidades que vão aparecendo em minha vida. pela janela [fechada] do quarto eu vejo tudo enquadrado.

remoto controle.
.
.
.
[uma contra-homenagem a um antigo professor de jornalismo (o qual respeito e admiro) que diz que meu blog é ótimo, mas que eu deveria evitar falar de coisas muito pessoais...]
.
.
.

17 comentários:

Eduardo Machado Santinon disse...

E ainda bem que você não deu ouvidos a ele, muito bonito o texto Lucão ! abraço véio.

paulete miletta. disse...

é óbvio que eu só poderia dizer... só as coisas pessoais me interessam.

abraço esse seu texto e vou dormir com ele agora. cansada...

Juliana Cruz disse...

toda vez que leio ou ouço 'controle remoto' ou variações, lembro de estamira...eh como um gatilho no meu cerebro...rs

e se o filme novo do kar wai ao qual se refere for redux, eh bom. mesmo.

Ana Guimarães disse...

Gosto quando as pessoas que moram em quadradinhos nas janelinhas que piscam laranja no rodapé passam a morar do lado de fora, em carne e osso.

Rodrigo Artur disse...

Bom demais e espero que vc continue falando coisas pessoais, pois blogs de pessoas que vendem imagens já existem muitos. Espero que o seu continue sendo especial.

Ana disse...

Juroooooooooooooooooooooooooo...que se não houver "coisas pessoais" não volto mais aqui!!!!!!!!!


ah pelo amor de Deus....a gente tem q ser formal em tudo nessa vida!!! é pose até pra tomar café no trampo..(opa tão te vendo...se ajeita meu!!! rs)...ahhh vamo parar com essa coisa né...

seu professor q me desculpe......
e com todo respeito..

q toda formalidade, pose, imagens feitas e postas de gente.....mascáras e enfeites de felicidade.

VÁ PRA CAIXA PREGA BOZÓ!!!!!!!!!

VÁ PRA PEQUEPÊ!!!!!!!!

TÔ DE SACO CHEIO!!!!!!!!!

NAUM AGUENTO MAIS GENTE ASSIM!!!!!!

.....

Por essa e outras DEVAGO em blog e não tô nem AÍ.....já andam dizendo isso àquilo, olhando c/ cara de bixo (nossa ela escandaliza e não dá testemunho....)
falo de futilidades (minhas) o tempo todo...por que a maioria desse povo disfarça felicidade o tempo todo...sorrisinho na cara, pose de amado.....vává...vává...encher o saco de outro...

Lucas,
seja o quiser, puder e conseguir...

seja assim... escreve desse jeitinho mesmo ...sem + e sem - .....continue pq ta bom... e prometo visita-lo sempre....

isso tb foi um desabafo.de alguém q às vezes escuta isso.

Michele Prado disse...

... acho que conheço esse professor.

Cleyton disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cleyton disse...

"Todas as histórias do mundo foram contadas". O que importa é o "como" contar. E o seu "como" é muito legal. Muito me agrada. =D

sueli aduan disse...

Lucas, achei delicioso o seu texto com sabor e muito saber, e me pergunto: existe alguma coisa que não seja pessoal quando se trata de pessoas (rs).
abs

Eduardo Araújo disse...

Eu também li.

.leticia santinon disse...

Eu acho que só blogs com coisas pessoais são interessantes, pra ler sobre outra coisas, tem os jornais, os livros e o professores chatos.

Camilla para os menos íntimos... disse...

concordo plenamente com essa moça de nome Leticia Santinon... faço dela minhas palavras, sem mais.

Juliana Cruz disse...

- qual é a linha do meu blog?
- revoltadinho.
- rebelde sem causa ou com causa?
- SEM.
- não vem não que às vezes eu tenho motivos pra reclamar! hahahaha

Tatiana Lazzarotto disse...

haha
descobri q adoro contra-homenagens.

"um olhar tímido de alguém que te mira de soslaio encostado na banca de jornal..."

fui capaz de ver.

bjos

Eduardo Araújo disse...

Você vai dar conta de estar aqui e lá no blog dos 30?

Anônimo disse...

http://prixviagragenerique50mg.net/ achat viagra
http://prezzoviagraitalia.net/ viagra generico
http://precioviagraespana.net/ precio viagra