Páginas

quarta-feira, 23 de janeiro de 2008

carta a um amigo invejoso

a inveja é uma porcaria mesmo.

tudo bem, já senti inveja.

já quis ter passado naquele concurso que meu amigo passou e eu não. já quis ganhar aquela grana que o outro ganhou e eu não. já quis ter escrito aquele livro que não-sei-quem escreveu e eu não.

e não adianta eu dizer que isso foi 'inveja branca' porque não foi.

mas passou. sim, porque é um sentimento ruim e porco. e não quero ser porco. eu quero meu espaço e quero que meus amigos tenham seu espaço.

eu quero sucesso sim (não confundam com fama), mas celebro o sucesso dos meus amigos.

eu quero que leiam este blogue, mas quero que leiam outros blogues também.

agora, não me venha com essa de que você não está com inveja, seu medíocre.

o que você fez é errado e fez pra me prejudicar. você sentiu inveja porque queria estar no meu lugar. e você agiu mal. muito mal.


eu já disse que senti inveja, mas não deixei essa m**** de sentimento tomar conta de mim a ponto de prejudicar ninguém, além de mim.

ou deixei?

não sou perfeito nem quero ser, mas me diz o que eu fiz de mal? eu sou mais bonito que você? ganho mais? tenho mais amigos? eu escrevo melhor que você? ganhei mais prêmios que você, passei em mais concursos? não.

mas relax baby.

tomorrow i´ll be in another country e se isso é o motivo da sua inveja, não posso fazer nada. eu não tenho sorte alguma nessa vida. (in) felizmente preciso trabalhar, inclusive em coisas que não gosto, pra conseguir satisfazer meus desejos. ninguém me ofereceu nada. eu fui atrás.

e quer saber? não preciso ficar aqui me justificando porque você me conhece e sabe que as coisas nunca foram fáceis.

agora, brother, sem orgulho algum - que eu tenho, mas não estou usando - eu te digo que estou feliz sim por este dia. não muito mais feliz que os outros porque o que vai acontecer é completamente possível, inclusive pra você, que consegue ser pior que um inseto nojento, sem querer ofender os pobres bichinhos. pobres não, porque uma formiga trabalha mais que você para conseguir as coisas.

e digo também pra mudar essa cara e essa atitude.

tome vergonha e faça acontecer.

e me deixe em paz.

que deus nos perdoe,

amém.
.
.
.

12 comentários:

Michele Prado disse...

eita.

Juliana Cruz disse...

caramba...deve ter sido mau meeeesmo!

enfim. boa viagem pra vc mocinho batalhador. tudo de bom. me traga uma lembrancinha....rs

beijos

ju

disse...

Crise hein!

Se você quiser eu te ajudo a bater nessa pessoa, beleza?

A não ser que seja meu amigo também...Será? Que medo!

Eduardo disse...

Lukino Visconti, estou com medo de você. Que rancor é esse. Deixa o menino lá ter inveja. Às vezes é divertido saber que nos invejam. Dar uma gargalhada, este caso, neutraliza os maus espíritos.

Desejo boa viagem para você, curta bastante e não me traga nada. Só boas notícias, e poste suas fotinhas panorâmicas, tiradas naquela sua câmera incrível (que te dei o aval para comprar) e da qual eu morro de inveja. ahahhahahah

[Que negócio é esse de inveja branca? Não sabia que tinha nuances variações de tons? Há inveja afro-descendente? ahahhahahahah]

.lucas guedes disse...

ah, gente... esse é só um conto em forma de carta...

mentira.

enfim, tá tudo ótimo e tá tudo certo.

não é seu amigo letícia (eu acho).

ô eduardo invejoso. você é um invejosos que vai atrás das coisas... rs, e nada de rancor. nada

e podem deixar que esse blogue vai ficar cheio de noticias e fotos!

abraços.

CARLINHOS disse...

Que coisa mais visceral! Já pensou em montar uma banda punk?

Boa viagem e Vá com Deus!


CARLINHOS

Marcela disse...

Q medo.

Boa viagem, Lucas.

E me preocupa o negócio de Portugal. Resolva logo. Bjos.

.lucas guedes disse...

opa, banda punk? no no...

e tks... chegando lá tento fazer a reserva, sou um asno mesmo.

té +

:: disse...

"a inveja é uma merda" [clássico de pára-choque de caminhão]

:: disse...

.lucas,
o lance da 'inveja branca' foi meio infeliz, mesmo. pq uma coisa ser branca confere à ela o status de coisa melhor, ou menos pior?
é nessas pequenas coisas que a gente vê o racismo que está impregnado na nossa cultura, tanto que a gente nem percebe.
sorry, masss.....

.lucas guedes disse...

bla bla bla

Híndira disse...

Que pesado!